A beleza é um estado de espirito!

Estar bonita é se sentir bonita, é algo que vem de dentro para fora. É você acordar e se sentir bem, se olhar no espelho e gostar do que vê. Não tem a ver com o outro, mais sim consigo mesmo. É se aceitar do jeitinho que você é, do jeitinho que Deus nos fez. É ter maturidade suficiente para perceber que beleza não se limita ao que está estampado nas revistas, cada um tem seu jeito, sua beleza, o importante é perceber e valorizar o que se tem de melhor. Não é você que se adapta a moda, é a moda que tem de se adaptar a você, seu corpo, seu jeito. A partir do momento que você enxerga isso, a maquiagem, o cabelo arrumado e a unha feita só te somam, te complementam, não são a tua base para se sentir bonita. Se arrume para si mesma  e nunca para agradar os outros. Esse post reflete isso, e não como muitos pensam a beleza ser apenas uma expressão de futilidade.
Por: Beatriz Gonçalves

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Pelo direito de errar!

“Quando tínhamos cinco anos, perguntaram o que queríamos ser quando crescêssemos. Respondemos coisas como astronauta, presidente ou, no meu caso, princesa. Quando tínhamos dez anos, perguntaram de novo. Respondemos astro de rock, cowboy, ou, no meu caso, medalhista de ouro. Agora que crescemos, querem uma resposta séria. Bem, que tal isso… Quem é que sabe? Não é hora de tomar decisões difíceis e apressadas, é a hora de cometer erros. Pegar o trem errado e acabar perdido em algum lugar. Apaixonar-se. Bastante. Se formar em Filosofia, porque não há como seguir carreira. Mudar de ideia e mudar de novo, porque nada é permanente. Então, cometam quantos erros puderem. E um dia, quando perguntarem o que queremos ser não teremos que supor. Nós saberemos.” Eclipse, filme

 

Quando completamos nossos 17 anos, e chegamos ao temido “terceirão” somos drasticamente atingidos por uma bomba meteórica de informação, apreensão e pressão de parte de nossos professores, pais e a própria sociedade… Até então, tomamos nossas decisões a partir de concelhos dos nossos pais, ou nem a tomamos pois eles mesmo decidem pela gente, e de repente te mandam decidir algo sozinho, te aconselham a escolher o que fazer sem a interferência de seus pais, pois a vida será sua, o trabalho será seu, o dinheiro será seu, o prazer que deverá vir desse emprego também… Teoricamente, somos preparados em toda a nossa vida escolar para tomar essa decisão, mas isso é só na teoria mesmo, porque quando chega na hora, no ultimo ano, é que a coisa fica séria! Porque apesar de te perguntarem “o que você vai ser quando crescer”, não te fazem assinar um contrato se comprometendo a seguir aquela profissão no pré-escolar, e quando chegamos no temido terceiro ano do ensino médio, sua amada professora vem com aquele discurso legal de que “Isso é o que você vai fazer a vida toda, não pode fazer a escolha errada!”, “Já devia ter escolhido, estamos na segunda semana do ano!”,  “Já devia estar estudando para o vestibular, só faltam 10 meses para o enem!”, “Já deveria saber quanto vai querer ganhar de aposentadoria!”… É sempre assim, com todo mundo, e no fim, quem deveria ajudar, acaba atrapalhando. Porque ficamos tão desesperados diante da ideia de tomar uma decisão tão importante assim, sozinhos, do nada, sem poder errar, e além disso, ainda ter que estudar toda aquela matéria que viu durante a vida para fazer uma prova para uma futura profissão que ainda nem sabe se é a certa! Isso nos enlouquece! Me enlouqueceu! Eu sempre quis ser veterinária, do tipo sempre de s-e-m-p-r-e! Desde que me entendo por gente e até ouvir aquele lindo discurso, era o que eu queria, mais dai foi só alguém me dizer para “ver se é isso mesmo que quero para vida toda” que já não sabia mais se era o que eu realmente queria .. Na minha frente se abriu um leque de possibilidades, psicologia, jornalismo, publicidade, fisioterapia, odontologia,  e tudo que se possa imaginar, e assim fiquei desesperada tentando escolher uma profissão, e estudava desesperadamente para prestar vestibular para algo que não tinha certeza… E ainda tinha a história do “o que dá dinheiro ou o que te faz feliz”.. Agora, três anos depois, quando tudo finalmente se acalmou, curso licenciatura em ciências biológicas.. Dou aula em uma creche e ainda não sei se é realmente isso que quero para a minha vida, e ainda penso em medicina veterinária.. E o que quero te passar com isso? Não passar no vestibular não vai te matar,.. E nem matar teus pais de desgosto, não escolher o que se quer fazer de imediato não vai te tornar um mendigo, e principalmente, errar na escolha da faculdade, não vai fazer grande diferença no futuro na sua vida… Toda aquela pressão que te exercem para que você saiba o que se quer fazer, é apenas para garantir que você se torne no futuro alguém de bem, a verdade é que você pode demorar o quanto quiser para escolher, e quando escolher, pode errar e escolher outra coisa, porque o planeta não vai parar de girar, o sol não vai sumir, e o tempo não vai congelar porque você errou, você apenas terá de tentar novamente.. O importante é você ter em mente que quer fazer algo de útil na sua vida, que quer realmente ser alguma coisa quando “crescer”, e que nada vem de mão beijada, seja lá o que você escolher, terá de se esforçar para conseguir.. É isso que interessa, porque na real, é apenas isso que aos 17 anos temos maturidade suficiente para entender… E que todo esse imediatismo em escolher a profissão com 17 anos, torna vários profissionais extremamente frustrados e se perguntando o que estão fazendo ali.. Se você aos 17 já tem certeza do que quer e passou no vestibular, ótimo, maravilhoso.. Mais se você ainda não sabe o que quer, não passou e esta perdido, se acalme pois você tem todo o direito de errar, e tentar de novo, não só nessa situação mais em quase todos os momentos de nossas vidas..
Por: Beatriz Gonçalves

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Pampolha…

“Mas… crescer parecia tão legal…”

Minha mãe me chamou de panpolha hoje, me lembrei de quando ela costumava me chamar sempre assim.. Sabe, esse é um dos apelidos ridiculamente fofos que nossos pais nos dão na infância, esses que agente acha normal quando pequeno e um certo constrangimento quando grande.. Pois é, acho que parei de sentir vergonha quando percebi o quanto eu cresci, e no tempo que passou durante esse período… E como passou rápido esse tempo.. Droga, que saudade desse tempo.. Esse tempo em que eu era uma pampolha, e minha única preocupação era qual saia colocaria na minha barbie amanhã, pois a minha própria saia minha mãe decidiria… Onde eu não precisava nem fazer meu almoço, meu café, minha janta, e achava um máximo brincar de cozinheira com a minha cozinha de brinquedo, hoje penso que deveria ter brincado de outras coisas, já passo bastante tempo da minha vida numa cozinha de verdade.. Mais enfim, nesse tempo lindo e magico, onde sonhos e ilusões eram tão palpáveis quanto a realidade e muitas vezes a confusão da realidade era apenas ilusão.. Nesse tempo onde se é mimada e cuidada 24h, onde você se sente protegida e acolhida.. Onde você não precisa escolher ou decidir nada de primordial importância, tudo é apenas um sonho, um belo conto de fadas… É desse tempo que sinto uma saudade alucinante, e sei que vou sentir cada vez mais.. Pois, veja bem, não posso me considerar “á dona do meu nariz”, eu ainda moro com meus pais, não tenho grandes responsabilidades… Na verdade, minha única responsabilidade no momento é deixar a casa em ordem, fazer o almoço no horário certo, (agora você entende a minha bronca com a cozinha) estudar para a faculdade, e me dedicar ao meu trabalho e vida pessoal. Mais eu penso aqui com os meus botões, e quando eu sair de casa? Quando eu for realmente responsável por uma casa minha e por mim? Quando eu tiver de lavar a minha própria roupa, e não apenas pendurar no banheiro e esperar ela limpa no meu armário? As minhas únicas experiências em lavar as roupas não deram muito certo, aprendi de uma maneira não muito legal que roupas claras e escuras tem de ser lavadas separadamente, e que kiboa, mancha… E eu ainda reclamo que a mãe demora pra lavar, que absurdo! E quando eu tiver de fazer as compras da casa, e não simplesmente fazer uma lista do que falta, abrir no dia seguinte a geladeira ou o armário e pegar o que preciso? E meu Deus, quando eu tiver de pagar com o meu salario, do meu bolso essas compras!! E as contas de luz, água, telefone? Eu terei de pagar! Acho que ouvirei no fundo da minha mente meu pai dizendo “tais demorando muito no banho!”, ou “pra que torneira quente no verão beatriz?” acho que vou passar a obedecer as ordens mentais dele… Além das minhas despesas pessoais que pago mensalmente terei zilhões de outras! Acho bom eu parar por aqui, pensar as vezes enlouquece.. No meu caso, como se pode ver, sempre enlouquece! Acho que vou me contentar com a vida de mimada que ainda me resta… Com os “pampolhas” de vez em quando que ouço… Nossa, crescer doi né? Crescer é chato, é monstruoso, é monótono.. E na infância parecia tão legal.. Acho que, crescer enlouquece também…
Por: Beatriz Gonçalves

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Um dia perfeito..

O que seria um dia perfeito? Ao meu ver ele tem duas definições bem distintas, um dia perfeito pode ser aquele dia onde tudo caminha perfeitamente bem e nada de ruim ocorre para alterar isso, e extremamente raros são esses dias aliás. Ou pode ser um dia onde tudo dá errado, mais você sabe passar por cima do que não estava sendo esperado, consegue superar e seguir em frente, continuar se sentindo bem para encarar o resto do dia. Sexta feira dia 7, eu tinha a apresentação de um trabalho no fim do dia e estava super nervosa, torcendo para que tudo desce certo, pois tenho um trauma ainda não superado quando o assunto é falar em publico. Mais enfim, o dia começou bem,  e ai aconteceu algo muito ruim que me fez desabar, mais então lembrei que não podia simplesmente desistir, tinha o resto do dia pela frente, e tudo ficou bem, ai o ônibus atrasou meia hora e eu estava no sol nesse calor infernal e estava começando a achar que ele não ia passar, ou que eu ia morrer desidratada mais ele apareceu e percebi que permanecer irritada só ia piorar as coisas e deixei pra lá. Mais não foi só isso que percebi, nós não podemos controlar ou planejar tudo no nosso dia ou na nossa vida, acontecimentos bons ou ruins surgem de surpresa e nos pegam despreparados, mais o que importa é a forma como reagimos a eles, a maneira que superamos as dificuldades ou desfrutamos das alegrias, pois como disse no inicio do texto dias perfeitos em que nada de ruim acontece são raros. E se nós pudéssemos ter absoluto controle de todo que nos acontece estaríamos protegidos das tristezas, porém imune as alegrias, e sendo assim a vida não teria tanta graça. Precisamos ser fortes, mantermos a cabeça erguida e o sorriso no rosto, pois se permitirmos que os acontecimentos ruins nos atinjam, não desfrutaremos dos bons. Os dias perfeitos somos nós que fazemos, nós temos de ir além de nossos limites e superar os desafios do dia-a-dia, da vida, tentar enxergar com outros olhos aquilo que parece tão ruim, as vezes sob outro angulo as coisas mudam de figura, resolver os problemas de bem com a vida nos dá a satisfação de momentos melhores. Sexta feira  dia 7, foi um dia perfeito, repleto de altos e baixos, e me orgulho de dizer que a cada dificuldade encontrei uma forma de supera-la. E aliás a apresentação foi excelente..
Por: Beatriz Gonçalves

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Tudo novo, de novo..

É muito bom mudar não é? Renovar, repaginar, reinventar! Um novo ano começou (eu sei á um mês atrás, mais na correria não tive tempo de postar nada!) e como tudo se renova nessa época, resolvi também renovar alguns aspectos da minha vida, afinal quem faz a diferença na mudança do ano somos nós mesmos, se permanecermos agindo como sempre, tudo ficará do mesmo jeito de sempre. Enfim dentre as mudanças idealizadas, estão novos planos para o futuro, novos hábitos para ter uma vida melhor, táticas para se tornar uma pessoa também melhor, e claro fortalecer tudo aquilo que me faz bem. Bom mais o que realmente importa nesse post são as novas mudanças neste blog, novo nome, nova aparência, novos textos. Porém com o mesmo objetivo de escrever, transformar em palavras meus sentimentos, minhas experiências, o que vi, aprendi e quero compartilhar com o mundo. E nesta nova fase, também pretendo tentar colocar post semanais, em vez de mensais. Finalizando o post, quero desejar mesmo que atrasado, um ano iluminado para todos nós, com muita luz, amor, paz, saúde. Repleto de alegrias e aprendizados! E que nunca nos falte força e fé para enfrentar todos os possíveis desafios. Grata pela visita, espero que tenha gostado e que volte sempre!
Por: Beatriz Gonçalves

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

365 dias com você..

Foto2898

Hoje faz 365 dias que estamos juntos amor, 365 dias que você é o primeiro pensamento do meu dia, 365 dias em que não consigo me imaginar sem você, 365 dias em que tenho a certeza de que você é o homem da minha vida, 365 em que sou mais feliz por te ter junto de mim, 365 em que sei o que é o amor, 365 dias que agradeço a Deus por ter colocado você no meu caminho.. Você me conquistou com esse jeitinho de menino homem, jeito de menino, corpo e atitudes de homem, engraçado tipo comediante, implicante tipo irmão mais velho, cavalheiro tipo príncipe encantado. Tem o melhor beijo do mundo, o abraço mais aconchegante do universo, o sorriso mais lindo de toda a galáxia! Eis meu tudo amor, meu amigo, meu anjo da guarda, meu homem. Eis meu oposto, tão diferente e tão encantador, me ensina todos os dias a ser uma pessoa melhor com tuas qualidades correspondentes aos meus defeitos, você me complementa de uma forma inexplicavel. Mesmo dentro de nosso amor, continuo me apaixonando por você todos os dias, por quem voce é, por seu carater, sua confiança, seu carisma, sua maturidade, sua compreenção. Já se passou um ano, e hoje só reafirmo o que disse a meses atrás, não importa quanto tempo passe, eu sempre vou estremecer com seu toque, sorrir com seu sorriso, me perder no teu beijo, precisar do teu abraço, enlouquecer de saudade, me encantar com a sua beleza, você é tudo que sempre quis de alguém. Tudo que sempre vou querer para sempre. Que esse seja apenas o primeiro ano de muitos que passarei ao teu lado. Obrigada por me fazer tão feliz.. Te amo, te amo, te amo! P.S: O buque lindo da foto ganhei do meu namorado lindo.. ;D
Por: Beatriz Gonçalves

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

O que não depende de nós..

“Galopamos pela vida como artistas de circo, equilibrados em dois cavalos que correm lado a lado a toda velocidade, com um pé sobre o cavalo chamado ‘destino’, e o outro sobre o cavalo chamado ‘livre arbítrio’. E a pergunta que você precisa fazer todos os dias é: qual dos cavalos é qual? Com qual cavalo devo parar de me preocupar, porque ele não esta sob meu controle, e qual deles preciso guiar com esforço concentrado.”
Comer, Rezar e Amar.
Fiz 19 anos semana passada e isso me fez pensar o quanto a vida passa rapido pela gente, sabe ontem eu estava brincando de Barbie e aprendendo a tabuada e hoje tenho de fazer escolhas para a minha vida toda. Nesse meio tempo aprendi que nem sempre as coisas saem como o planejado, as vezes a vida te surpreende e acontece desvios, e você se depara em lugares e situações onde nunca imaginou estar. Com o passar do tempo elaborei minha teoria para isso, na verdade acredito que parte de nosso futuro é controlado por nós mesmos, nossas escolhas, e as decisões que tomamos ao longo da vida, e a outra parte é controlada por um poder superior, Deus, destino ou o que você achar melhor. O trecho do livro comer, rezar e amar que coloquei ali, é exatamente o que acredito e quero passar para você. Avaliando sua vida agora, você saberia me dizer o que você escolheu para si e o que o destino te deu? Quando me fiz essa pergunta eu não soube a resposta, mais depois de um tempo consegui ver as coisas com mais clareza, sabe nós temos sonhos e planos, e escolhemos nossos caminhos baseado neles, e isso, a parte em que você corre atrás do que quer, é o cavalo que você controla. Mais todos os dias acontece situações em que não temos controle algum, elas podem ser boas ou ruins, podem ser consequências de escolhas de outras pessoas que de alguma forma interferiram em nossas vidas, ou apenas sem explicação aparente, é ai que entra o cavalo do destino, o que você não controla, o que você não pode prever. Mais nesse momento você escolhe como reagir perante os acontecimentos, você não escolhe o que te acontece, mais escolhe o que fazer com isso, que atitudes tomar a partir desse momento é escolha sua, e portanto o cavalo que você controla. Você tem controle sobre sua vida, é só saber onde ele está e como usar, o importante é não se acomodar e achar que tudo que acontece é por um poder superior, ou achar que tudo foi por escolha sua, são dois lados, duas partes, avalie eles e em qual dos lados você precisa se concentrar e cuidar.
Por: Beatriz Gonçalves

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário